SindTrr – Sindtrr
Área do Associado
(011) 2914-2441
Área do Associado
(011) 2914-2441

sindtrr

quem somos e o que fazemos

QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS

É no trabalho diário de milhares de pequenas e médias empresas que verificamos o crescimento e a sustentação da economia do País. Presente nessa estrutura produtiva, a atividade TRR desempenha um importante papel.

São as inúmeras empresas TRR, com Bases de Armazenamento localizadas por todo o Brasil, as grandes responsáveis pelo atendimento domiciliar desses consumidores, entregando combustíveis, graxas e lubrificantes em qualquer quantidade. Isso representa em expressivo volume comercializado pelas empresas TRR e uma significativa participação no mercado nacional de combustíveis.

Os clientes do TRR são dos mais diversos setores: indústrias, comércio, transporte, prestadores de serviço, hospitais, geradores de energia, órgãos públicos e agricultura.

Além de fornecer os combustíveis, as empresas TRR prestam importantes serviços, executando a instalação de tanques de armazenamento e equipamentos nos estabelecimentos consumidores, orientando os procedimentos corretos para a adequada utilização e manuseio do produto e proporcionando economia e os cuidados necessários na preservação da saúde humana e do meio ambiente.



DADOS DO SEGMENTO TRR

Não importa a distância, o acesso ou o consumo, o TRR sempre chega com qualidade e pontualidade, tendo participação de 12% no mercado consumidor nacional de óleo diesel. Confira a seguir outros dados do setor.

• 5 bilhões de litros de óleo diesel vendidos anualmente;
• 390 empresas TRR em atividade no país;
• 200 mil clientes atendidos;
• 45 milhões de litros de capacidade de armazenamento nos TRR;
• 65 mil empregos diretos e indiretos;
• 6 mil veículos-tanque.



HISTÓRICO

A atividade TRR tem sua história relacionada com o início da distribuição de petróleo em 1871, com o uso do querosene de iluminação. Eram os importadores que comercializavam a revendedores e consumidores.

Com o fim da 1ª Guerra Mundial, foi alterada a produção dos derivados de petróleo para suprimento de novos consumos como a gasolina para transporte e óleo para energia. O querosene dava lugar, no perfil de consumo, à gasolina e ao diesel.

Desde 1895, a Standart Oil Company tinha escritório no Rio de Janeiro, mas somente em 1912 iniciou a distribuição direta de gasolina e querosene em latas e tambores. A partir dessa data começaram a operar no Brasil as seguintes empresas: Anglo-Mexican Products Ltda., controlada pela Royal Dutch-Shell, The Texas Company e The Caloric Company.

Em 1917, o ingresso das empresas estrangeiras na Distribuição causou a extinção da figura do importador independente, passando a atuar como Revendedor das Cias, estrangeiras, com a denominação de ·Peddler·, que mais tarde teve sua atuação reconhecida e regulamentada pelo CNP, denominando-os de TRR. Somente a partir de 1922, com a ampliação do mercado de gasolina e diesel, a Standart Oil começou a fazer as primeiras instalações de bombas de gasolina.

No final da década de 40, com a ampliação do mercado e pela extensão continental do País, as companhias internacionais em atividade no Brasil passaram a utilizar o ·Peddler· também para a entrega de combustíveis, além de querosene.

Em 1954, o CNP reconheceu a importância do trabalho do ·Peddler· e estabeleceu pela primeira vez sua margem de lucro. Em 1955, os ·Peddlers· organizaram sua primeira associação, com sede no Rio de Janeiro, congregando aproximadamente 120 empresas do setor. Germinava assim o embrião do Sindicato.

Em 1971, o Conselho Nacional do Petróleo (CNP) reconhece oficialmente a atividade por meio de Resolução, denominando-a ·Transportador-Revendedor-Retalhista·. Pouco depois, em 1976, a atividade ganha novo reforço com a criação da Associação dos TRR do Estado de São Paulo, mais tarde transformada em Associação Profissional.

Durante a crise do petróleo de 1978, as empresas TRR foram estimuladas pelo governo a instalar-se nas diversas localidades de difícil acesso do País e, em especial, nas regiões agrícolas para que o objetivo governamental de redução de consumo fosse atingido, com eliminação dos desperdícios pelo manuseio e dos deslocamentos do consumidor até o Posto de Revenda, bem como da conscientização da importância do controle do consumo.

Em 1984, a Associação Profissional é reconhecida pelo Ministério do Trabalho como Entidade Sindical. Em 1988, a categoria teve a maior mobilização de sua história durante os trabalhos da Constituinte para obter, através de lei, uma definição da atuação dos agentes econômicos no sistema de distribuição de petróleo, conseguindo a inserção na Constituição do Art. 238 das Disposições Gerais.

Durante o apagão, a categoria demonstrou a sua essencialidade no mercado, contribuindo com o Plano de Racionamento do Governo Federal, orientando e atendendo as grandes empresas que tinham dificuldades operacionais para armazenamento de produtos. Apesar das dificuldades, dentro de sua vocação profissional de utilidade pública, os TRR sempre ofereciam uma solução adequada para cada caso.

A marca registrada dos empresários TRR: Trabalho · Qualidade · Eficiência · Preservação do Meio Ambiente, aliada a união e seu espírito de luta representam a alma do SindTRR, único representante nacional da categoria econômica.