Biden pode dar primeiros passos rápidos na longa estrada da política climática

Biden pode dar primeiros passos rápidos na longa estrada da política climática

Joe Biden prometeu medidas abrangentes para tornar a economia dos Estados Unidos neutra em carbono até 2050, para colocar o país em um caminho de reduções profundas das emissões, conforme cientistas dizem ser necessário para evitar os piores impactos das mudanças climáticas.
A agenda para reverter o legado do presidente Donald Trump de desregulamentação climática provavelmente começaria com algumas vitórias fáceis, como voltar ao Acordo de Paris, mas pode se tornar mais complexa à medida que seu governo se aventure a regulamentar as emissões líquidas de gases de efeito estufa para zero.

Retorno ao acordo de Paris Logo após a posse em 20 de janeiro, Biden provavelmente voltará a aderir ao Acordo de Paris de 2015 sobre mudanças climáticas, o qual Donald Trump deixou dizendo que era muito caro.

Embora Biden tenha prometido na campanha comprometer os EUA com emissões líquidas zero até 2050, voltar a aderir ao pacto de Paris o colocará sob pressão para definir uma meta de curto prazo de redução das emissões até 2030.

Biden disse que quer fazer um esforço diplomático para persuadir a China, o maior emissor mundial de gases do efeito estufa, a parar de financiar usinas de carvão por meio de sua iniciativa “Belt and Road”. Para ler esta notícia, clique aqui.

Fonte: UOL

No Comments

Post A Comment