Bolsonaro diz que ICMS fixo deve ser votado logo

Bolsonaro diz que ICMS fixo deve ser votado logo

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que o projeto de seu governo que estabelece valor fixo de ICMS de combustíveis deverá ser votado pela Câmara na semana que vem. Para Bolsonaro, a mudança dará mais transparência sobre a composição dos preços.

“Falei com o [presidente da Câmara, Arthur] Lira, deve votar semana que vem a questão do ICMS de combustível, que cada Estado coloque um valor nominal. Daí você vai chegar no posto lá e vai ver na placa o preço na refinaria, ICMS, imposto federal e lucro do posto”, afirmou o presidente, em conversa com populares em frente ao Palácio da Alvorada.

Hoje, o ICMS corresponde a um percentual, que varia de acordo com o Estado, calculado sobre o preço médio ao consumidor final.

Bolsonaro ficou irritado nesta manhã quando um apoiador relatou ter pago R$ 6,20 no litro da gasolina e disse que ele deveria cobrar providência “do teu governador”.

Além da mudança no imposto, o presidente argumentou que, para diminuir o valor final, é preciso “quebrar o monopólio do transporte de combustível”.


Resposta ao presidente da Argentina

Na conversa com apoiadores, Bolsonaro também foi questionado sobre a declaração do presidente da Argentina, Alberto Fernández, de que brasileiros vieram “da selva”, enquanto os argentinos chegaram à América de barco, vindo da Europa.

Bolsonaro comparou Fernández ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que, após a morte de Hugo Chávez, dizia falar com o líder bolivariano através dos pássaros. “Para eles não têm vacina”, afirmou Bolsonaro, entre risos.Logo depois, relatou ter trocado mensagens hoje com o ex-presidente argentino Mauricio Macri, derrotado por Fernández nas últimas eleições, e garantiu que a rivalidade com a Argentina é “só no futebol”. Para ler esta notícia, clique aqui.
Fonte: Valor Econômico

No Comments

Post A Comment