Caminhoneiros vão da negociação ao fora Bolsonaro em dia marcado para protestos

Caminhoneiros vão da negociação ao fora Bolsonaro em dia marcado para protestos

Juventude rebelde O racha entre líderes de caminhoneiros cresceu nesta terça (3) enquanto alguns planejavam manifestações em defesa da tabela do frete. Os mais antigos se negam a protestar e pedem foco na negociação com o governo, mas novatos prometem vias fechadas com faixas de “Fora, Bolsonaro”.

Data O julgamento da tabela do frete estava marcado para esta quarta (4), mas foi adiado.

Sem violência Marcelo da Paz, líder caminhoneiro de Santos, disse ter desistido da ideia de parar o porto e incentivar greve quando ouviu áudios nos grupos de Whatsapp de motoristas ameaçando tombar caminhões dos que tentassem trabalhar e depois incendiá-los.

Pleito Os caminhoneiros que defendem diálogo com o governo afirmam que, caso sejam criadas medidas que permitam a contratação de autônomos por empresas sem a participação de intermediários e a adoção obrigatória de sistema eletrônico que garanta o pagamento dos pisos mínimos, já estarão satisfeitos. Por outro lado, os que prometem parar afirmam terem sido traídos pelo governo Bolsonaro após o adiamento do julgamento sobre a constitucionalidade da tabela.

Fonte: Folha de S. Paulo

No Comments

Post A Comment