Cosan tem prejuízo de R$ 174,4 milhões no 2º trimestre

Cosan tem prejuízo de R$ 174,4 milhões no 2º trimestre

A Cosan S.A., que atua negócios nas áreas de infraestrutura e energia, registrou prejuízo atribuído à controladora de R$ 174,4 milhões no segundo trimestre, comparável a lucro líquido de R$ 418,3 milhões um ano antes. O resultado final ajustado foi negativo em R$ 146,2 milhões, ante ganho de R$ 317 milhões no mesmo trimestre do ano passado.
A última linha do balanço foi afetada pela piora do resultado em quase todos os negócios do grupo e pelo impacto negativo da varição cambial na parcela do bônus perpétuo da holding que não tem proteção, o que pressionou o resultado financeiro.
Maior negócio da Cosan, a Raízen Combustíveis foi fortemente afetada pela restrição à movimentação de pessoas por causa da covid-19 no Brasil e na Argentina, onde tem operações, e teve resultado operacional consolidado negativo de R$ 213 milhões no intervalo. A Comgás, agora sob o guarda-chuva da Compass, e a Moove também registraram queda importante na demanda por causa da pandemia.
Diante disso, a receita líquida da Cosan recuou 33,1% no segundo trimestre, para R$ 11,8 bilhões. O lucro bruto, por sua vez, caiu 42,2%, a R$ 1 bilhão, e o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) encolheu 58,2%, para R$ 590,8 milhões. Pelo critério ajustado, o Ebitda somou R$ 517,8 milhões, baixa de 56,5%.


Fonte: Valor Investe

No Comments

Post A Comment