Diesel por caminhões é saída emergencial para Roraima

Diesel por caminhões é saída emergencial para Roraima

A possibilidade de corte no fornecimento de energia elétrica para Roraima, devido ao recente acirramento das tensões na fronteira entre Brasil e Venezuela, preocupa o governo federal. Isso porque o custo da manutenção do fornecimento de energia ao estado, único ainda isolado do Sistema Interligado Nacional (SIN), é obrigatoriamente distribuído em todas as contas de eletricidade dos consumidores brasileiros.

O Ministério de Minas e Energia (MME) avalia que o transporte de diesel por caminhões é a única saída para suprir uma demanda emergencial de energia na região extremo-norte brasileira. Como não há disponibilidade de diesel suficiente em Roraima, o governo precisaria se organizar para manter um comboio transportando combustível da região de Manaus para Roraima. A distância entre Manaus e Boa Vista é de 750 quilômetros, o equivalente a 10h30 de viagem.

O estado de Roraima tem nas termelétricas abastecidas por diesel a principal fonte de energia como alternativa ao fornecimento do país vizinho. As usinas já são ligadas eventualmente, devido ao mau estado de condições e falhas das linhas venezuelanas. A ação de abastecimento seria integrada com outras frentes, como a Força Nacional e o Exército, porém os custos com as operações seriam repassadas ao consumidor final de todo o país.

Fonte: EPBR

No Comments

Post A Comment