Guedes diz que reformas são ‘a melhor resposta’

Guedes diz que reformas são ‘a melhor resposta’

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ontem que as reformas são a melhor resposta para os impactos econômicos da crise do coronavírus, eque a equipe econômica está“ab soluta mente tranquila” quanto à capacidade de enfrentara turbulência dos mercados. O ministro adiantou que a reforma administrativa, ainda em análise, pode ser enviada esta semana ao Congresso:

—A equipe econômica é capaz, experiente, segura e está absolutamente tranquila quanto  à capacidade de enfrentara crise, mas precisamos das reformas. O Brasil pode ser realmente um país que transformou acrise em reaceleração do crescimento, geração de empregos, em um mundo que está em sérios problemas.

O ministro reafirmou que, enquanto a economia mundial está desacelerando, o Brasil segue em direção contrária.

— O Brasil está em plena reaceleração, o mundo descendo, e o Brasil começando a subir. Aí veio o coronavírus, isso agudiza acrise. Temos que manter a absoluta serenidade. A melhor resposta à crise são as reformas.

Em encontro ontem coma comunidade brasileira em Miami, o presidente Jair Bolsonaro disse que as apreensões econômicas com o vírus estão sendo superdimensionadas.

—A questão do coronavírus, no meu entender, está superdimensionada, o poder destruidor desse vírus. Então, talvez esteja sendo potencializado até por questão econômica.

O presidente destacou que a economia do Brasil está indo bem.

—Os números vêm demonstrando que o Brasil começou ase arrumarem sua economia. Obviamente, os números de hoje têm a ver co maqueda drástica da Bolsa de Valores no mundo todo, têm a ver com aquedado petróleo, que despencou.

CONGRESSO AGUARDA TEXTOS

Em contraponto a Guedes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), lembrou que, além das reformas, outras ações são necessárias por parte do Executivo para aplacar as consequências da crise. Ele lembrou que o Congresso aguarda o texto das reformas administrativa e tributária que o governo ficou de enviar desde o ano passado:

— O Parlamento nunca faltou ao Brasil em momentos de crise e não vai ser diferente agora, muito pelo contrário. Tem pautas de médio e longo prazos, como as duas reformas que o governo deve encaminhar nos próximos dias.

Então, estamos aguardando ansiosos já há alguns meses.

O presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), também defendeu as reformas e disse que o Senado vai dar continuidade às tramitações:

—Agente precisa ter muita serenidade, discutindo, buscando alternativas para que o Brasil possas e contrapor a esse episódio mundial. Mas o Congresso nunca faltou e não faltará em 2020 à sociedade brasileira. Essas matérias( reformas) são importantes e fundamentai spa raque Brasil possa se posicionar estrategicamente, fazendo com que agente tenha horizonte de perspectiva de crescimento.

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, adiantou que a equipe econômica está conversando com outros países, podendo haver uma resposta conjunta à crise. Mansueto não informou com quais países está conversando nem disse o que os governos podem apresentar:

—Há vários países coma intenção dedar um recado conjunto,de acalmarem conjunto os mercados.

O secretário do Tesouro afirmou que a principal preocupação é coma arrecadação. Além da União, estados e municípios devem sofrer os impactos nos royalties de petróleo, diante da queda nos preços da commodity.

Fonte: O Globo

No Comments

Post A Comment