Justiça aceita denúncia contra empresário investigado em operação contra fraudes em comércio de combustíveis

Justiça aceita denúncia contra empresário investigado em operação contra fraudes em comércio de combustíveis

A Justiça de Campinas (SP) aceitou denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o empresário Miceno Rossi Neto, um dos investigados na “Operação Rosa dos Ventos”.

A ação veio à tona em 2017 e, segundo o órgão e a Polícia Federal, R$ 5 bilhões foram desviados dos cofres públicos por meio de um suposto esquema criado para sonegação de impostos e fraudes na comercialização de combustíveis. O empresário é apontado como um dos principais responsáveis pelo golpe e chegou a ter nome me incluído na lista de procurados pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), antes de se entregar à PF em setembro do ano passado.

No mês seguinte, Neto deixou a prisão após alvará de soltura expedido pela 9ª Vara Federal de Campinas. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, ele deixou o Centro de Detenção Provisória III (CDP) de Pinheiros, São Paulo, após pagar fiança de R$ 187,4 mil.

O caso foi descoberto durante uma fiscalização de rotina feita pela Receita Federal na cidade de Paulínia (SP), em 2012. Ela indica que a distribuidora Euro-Petróleo do Brasil teria movimentado quase R$ 1 bilhão, entre 2009 e 2010, mas não fez a declaração dos rendimentos. Com isso, de acordo com os investigadores, trata-se de um dos maiores desvios de dinheiro ocorrido no país.

O que diz a defesa?

O advogado do empresário, José Luís Oliveira Lima, afirmou à EPTV que se manifestará em momento oportuno para pedir anulação da denúncia do MPF e a improcedência dela.

Fonte: Portal G1

No Comments

Post A Comment