Leilão 77 de biodiesel negocia 1,4 bi l e preço cai mais de 20%, diz Abiove

Leilão 77 de biodiesel negocia 1,4 bi l e preço cai mais de 20%, diz Abiove

O 77º leilão de biodiesel comercializou 1,176 bilhão de litros para atender a mistura obrigatória de 12% prevista para janeiro e fevereiro, e teve uma redução de preços de mais de 20% na comparação ao certame anterior, informou nesta quinta-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Este foi o primeiro leilão após o setor ser atingido por uma baixa oferta de soja, principal matéria-prima para a produção de biodiesel, que levou o órgão regular a reduzir mistura no diesel temporariamente para 10%, no bimestre setembro/outubro, e para 11% em novembro/dezembro.

No leilão 77º leilão, que ainda não foi homologado pela reguladora ANP, houve um processo de retorno à normalidade, e haveria oferta para se fazer até mesmo um B14 (mistura de 14% de biodiesel), disse à Reuters o economista-chefe da Abiove, Daniel Furlan Amaral.

“Naturalmente, não se pode negar o efeito da oferta maior de biodiesel”, afirmou ele, acrescentando que a queda do preço no 77º leilão também se deve à esperada chegada da safra de soja do Brasil, a partir de janeiro, além de fatores cambiais.

Além disso, o Brasil está importando mais óleo de soja, especialmente da Argentina, após o governo ter autorizado o uso de matéria-prima importada para a fabricação de biodiesel.

No acumulado do ano de janeiro a novembro, as importações de óleo de soja somaram cerca de 160 mil toneladas, versus menos de 30 mil no mesmo período de 2019, com os argentinos ofertando mais de 120 mil toneladas e o restante chegando principalmente de indústrias paraguaias.

A maior parte das importações ocorreu em outubro e novembro.

A redução da oferta de soja, em meio a preços recordes que acabaram atingindo o mercado de biodiesel em meses anteriores, ocorreu após uma forte demanda da China, que impulsionou as exportações brasileiras mais cedo no ano. O mercado do biocombustível também foi tumultuado pela pandemia em 2020.

A Abiove disse que, se repassada integralmente para o diesel B, a retração de preços do biodiesel permitiria a redução de 0,12 real/litro nos postos.

De outro lado, ressaltou o economista, o diesel fóssil na refinaria da Petrobras já acumula alta de 15% desde o início de novembro.

O comentário foi feito após integrantes do setor de combustíveis terem apontado que um dos fatores de alta do diesel foi o biodiesel mais caro, em meses anteriores.

O volume ofertado no leilão de biodiesel mostra que o setor está preparado para atender uma mistura de 13% a partir de março, acrescentou a Abiove.

Até 2023, a mistura obrigatória de biodiesel chegará a 15% (B15), conforme prevê a resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

O setor ainda trabalha com projetos para elevação da mistura para 20% (B20) até 2028.


Fonte: Money Times

No Comments

Post A Comment