Mais de 90% dos postos continuam sem gasolina na principais regiões e cidades do país

Mais de 90% dos postos continuam sem gasolina na principais regiões e cidades do país

O número de postos desabastecidos continua acima da taxa de 90% nas principais regiões e cidades do país, segundo estimativas da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis). No Distrito Federal e em Minas Gerais, 90% das revendedoras seguem sem combustível. No estado da Bahia e na cidade de Campinas, 95% dos postos estão sem o produto.

No Rio de Janeiro, foi anunciado que os 830 postos da cidade receberiam cinco mil litro cada. No entanto, segundo informou o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e de Lojas de Conveniência do Município do Rio de Janeiro (Sindcomb), só há confirmação de que três tenham recebido o abastecimento até o início da tarde desta segunda-feira: dois postos em Campo Grande e um no Irajá. Caso a greve termine hoje, o Sindcomb estima que a situação dos estoques se regularize entre quatro e cinco dias.

No posto, em Irajá, que abriu às 6h, diante das enormes filas e da insistência de consumidores de levar grande quantidades em talões e tonéis, a administração limitou a quantidade de gasolina a 20 litros por pessoa. A determinação acabou gerando confronto físico entre um cliente e o frentista do posto. Por volta das 14h30m, o estoque do posto era de dois mil litros de gasolina e 1.600 de etanol, o diesel foi usado para abastecer apenas veículos do município.

Veja o panorama em alguns estados e cidades de acordo com dados da Fecombustíveis:

– Alagoas: há falta de etanol e diesel. Nos postos que ainda têm gasolina, as filas são quilométricas (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Bahia: 95% sem combustíveis (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Distrito Federal: mais de 90% dos postos de combustíveis sem produto (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Espírito Santo: O Sindipostos-ES obteve liminar que garantiu o abastecimento de combustíveis em 80 postos do estado no sábado (26) e domingo (27), ainda com escolta policial. Na manhã desta segunda-feira, 28 de maio, já foi possível verificar circulação de caminhões-tanque sem a necessidade da polícia.

– Mato Grosso: a grande maioria tem falta de produtos (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Minas Gerais: 90% dos postos estão sem combustível (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Paraná: Sindicombustíveis-PR obteve uma liminar na Justiça Estadual favorável ao desbloqueio do terminal de carregamento de combustíveis de Araucária. A entidade trabalha para obter na Justiça outras liminares para outras bases de distribuição no estado. Apesar do anúncio do presidente Michel Temer ontem à noite, os bloqueios na refinaria a nas bases de distribuição foram mantidos até a manhã desta segunda-feira, dia 28 de maio, e poucos caminhões-tanque conseguiram sair, com escolta policial.

– Rio de Janeiro: suprimento de combustíveis nos postos revendedores na cidade do Rio de Janeiro está praticamente esgotado (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Rio Grande do Sul: postos em Porto Alegre estão recebendo cargas diretamente das bases das distribuidoras com escolta policial. Ainda não é possível saber quantos estabelecimentos já receberam e nem quais as cidades, pois é uma decisão estratégica de cada companhia distribuidora. Na Serra Gaúcha, postos continuam sem gasolina e etanol. Poucos ainda possuem diesel.

– Campinas (SP) e região: 95% dos postos estão sem combustíveis. A estimativa é de que nas próximas horas todos os postos estejam secos (última atualização sexta-feira, 25, às 17h).

– Santos (SP) e região: na manhã desta segunda-feira, 28 de maio, nenhum posto da Baixada Santista e Vale da Ribeira havia recebido combustível.

Fonte: O Globo Inline

No Comments

Post A Comment