Bolsonaro: política de preço da Petrobras pode ter ‘equívoco’

Bolsonaro: política de preço da Petrobras pode ter ‘equívoco’

Em transmissão ao vivo em rede social na noite de ontem, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o preço da gasolina vai cair, sem especificar quando, e comentou que a política de reajuste de combustíveis da Petrobras “pode ter algum equívoco ”. Ele também disse considerara possibilidade de fazer mudanças no cálculo, desde que não haja prejuízo para a estatal.

— O pessoal reclama do do preço da gasolina, R $5. E me culpam, atiram para cima de mim o tempo todo. Olha, o preço do combustível é feito lá pela Petrobras, que tem a sua política de preços. Leva-se em conta o preço do barril de petróleo lá fora, bem como avariação do dólar—disse Bolsonaro, que fez a transmissão em Dallas, no T ex as .— É lógico que, se agente puder rever isso aí sem prejuízo para a empresa, sem problema nenhum. Às vezes, apolítica pode ter algum equivoco, mas o preço vai cair, sim, quando…—afirmou o presidente, passando apalavra ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que estava sentado ao seu lado.

O ministro complementou afirmando que isso seria possível quando tivermos maior produção, quando não formos dependentes de petróleo e lembrou que o país continua a importar diesel, gasolina e até etanol.

No mês passado, Bolsonaro telefonou para o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para pedir explicações sobre os motivos da elevação no preço do diesel nas refinarias, preocupado com a possibilidade de greve dos caminhoneiros. A interferência levou a estatal a cancelar o aumento previsto, de 5,7%. Dias depois, a companhia anunciou reajuste de R$ 0,10 no valor do diesel (4,84%).

CARTÃO CAMINHONEIRO

Na mesma transmissão, Bento Albuquerque falou sobre o início de um período de testes do Cartão Caminhoneiro, que funciona como um cartão pré-pago na compra de diesel, em postos com a bandeira Petrobras nos principais corredores rodoviários do país. A BR Distribuidora vai iniciar o uso do cartão na próxima segunda, em Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. No restante do país, ele poderá ser usado a partir de 25 de junho. Segundo a BR, além de profissionais autônomos, o cartão estará disponível para transportadores e embarcadores. Segundo o ministro, a iniciativa dá “mais segurança, facilidade e flexibilidade”:

—Se o preço subir, o caminhoneiro vai ter a garantia do preço do diesel.

Fonte: O Globo

No Comments

Post A Comment