Petrobras planeja vender fatia na BR Distribuidora no segundo semestre, diz Reuters

Petrobras planeja vender fatia na BR Distribuidora no segundo semestre, diz Reuters

A Petrobras está retomando os planos de venda de sua participação remanescente na BR Distribuidora, disseram à Reuters duas pessoas com conhecimento do assunto.
A empresa pretende vender sua fatia no segundo semestre, em data ainda não definida, afirmaram as fontes.
A BR Distribuidora foi privatizada no ano passado por meio de uma oferta de ações. Agora, a Petrobras quer vender o máximo que conseguir da participação remanescente de 37,5% na distribuidora, que opera 7.700 postos de combustíveis em todo o país, segundo informações de seu website.
Em comunicado ao mercado divulgado na noite de quarta-feira em resposta à notícia, a Petrobras afirmou que vem estudando uma eventual venda adicional de sua participação na BR Distribuidora, mas que o prazo ou formato para a medida não foram definidos.
“Ainda não há deliberação pelos órgãos internos da companhia acerca da quantidade da participação a ser negociada, da estrutura ideal da transação ou mesmo acerca da sua efetiva realização, o que dependerá das condições de mercado”, afirmou a petroleira.
As vendas fazem parte do programa de desinvestimento da Petrobras, que pretende vender até US$ 30 bilhões em ativos até 2024, visando reduzir sua dívida.
Os planos foram desacelerados recentemente por causa das turbulências no mercado relacionadas à pandemia de coronavírus, o que levou a empresa a revisar suas projeções para dívida bruta no fim de 2020 para o mesmo patamar de fechamento de 2019.

Ações da BR têm queda de 25% no ano
Pelas cotações atuais, a fatia da Petrobras vale R$ 9,7 bilhões. As ações da BR Distribuidora afundaram em meio às medidas de restrição impostas para conter o avanço do coronavírus. Elas se recuperaram parcialmente desde então, mas ainda acumulam queda de 25% no ano.
Também na quarta-feira, a BR Distribuidora emitiu comunicado negando que esteja conduzindo estudos ou trabalhos para uma possível emissão de ações. Mais cedo, fontes haviam dito que a empresa avaliava o assunto.
“(A BR Distribuidora) já executou as medidas que julgava pertinentes até o momento para fortalecimento da posição de caixa, mesmo frente às incertezas trazidas pela pandemia… e não vê, portanto, necessidade de adotar as medidas referidas”, afirmou a companhia na nota, assinada pelo diretor executivo de Finanças, Compras e Relações com Investidores, André Corrêa Natal.

Fonte: O Globo

No Comments

Post A Comment