Pular para o conteúdo

sindtrr

(11)2914-2441

Petróleo fecha com alta de 1% no dia, mas acumula queda de 2% na semana

O petróleo fechou em alta firme nesta sexta-feira (24), com os investidores aproveitando a queda da commodity nas quatro sessões anteriores para aumentar a exposição. Ainda assim, o petróleo registrou baixa ao redor de 2% no acumulado da semana diante de sinais de que a política monetária nos Estados Unidos deve permanecer restritiva por um longo período.

O contrato do petróleo WTI – referência americana – com entrega prevista para julho avançou 1,11%, a US$ 77,72 por barril. Já o contrato do Brent – referência global – para o mesmo mês subiu 0,93%, a US$ 82,12 por barril. Na semana, as quedas foram de 2,34% e 2,21%, respectivamente.

O petróleo chegou a tocar o seu menor nível dos últimos três meses nesta semana conforme a tendência de alta dos juros americano entrou no foco dos investidores e trouxe preocupações quanto à demanda global pela commodity. A perspectiva de juros altos nos Estados Unidos tende não só a fortalecer o dólar, o que é negativo para commodities cotadas na divisa americana, como também a reduzir a capacidade de crescimento econômico em boa parte do mundo.

Agora, o mercado deve ficar em compasso de espera pela próxima reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), que deve ocorrer no dia 2 de junho. Caso os preços sigam enfraquecendo, o grupo deve estender os seus cortes voluntários de produção para o segundo semestre de 2024, em tentativa de apoiar os contratos pelo lado da oferta.

Autor/Veículo: Valor Investe