Petróleo fecha sem sinal único com incertezas sobre oferta e dado dos EUA

Petróleo fecha sem sinal único com incertezas sobre oferta e dado dos EUA

Os contratos futuros de petróleo fecharam sem sinal único nesta sexta-feira, 14, à medida que investidores monitoram mais sinalizações americanas sobre as sanções ao Irã, que pesam sobre a oferta mundial da commodity, e de olho no aumento no número total de poços e plataformas de petróleo em operação nos Estados Unidos.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do WTI para outubro avançou US$ 0,40, a US$ 68,99 por barril, enquanto o Brent para novembro baixou US$ 0,09, para US$ 78,09, na Intercontinental Exchange (ICE). Na semana, o WTI ganhou 1,83% e o Brent subiu 1,63%.
As declarações de que a secretária de Estado para Assuntos Econômicos e Comerciais da Casa Branca, Manisha Singh, de que os EUA estão preparados para tomar uma “ação mais forte” contra países que não cumprem com as sanções ao Irã, incluindo a redução das compras de petróleo iraniano a zero, de acordo com o jornal The Economic Times, aceleraram os preços do petróleo nesta sessão.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do WTI para outubro avançou US$ 0,40, a US$ 68,99 por barril, enquanto o Brent para novembro baixou US$ 0,09, para US$ 78,09, na Intercontinental Exchange (ICE). Na semana, o WTI ganhou 1,83% e o Brent subiu 1,63%.

Ainda assim, os contratos reduziram os ganhos e o Brent passou recuar logo após a Baker Hughes informar que o número total de poços e plataformas de petróleo em operação nos EUA subiu de 860 para 867 na semana encerrada nesta sexta-feira.

Durante a manhã, o dólar fortalecido havia pressionado o petróleo, após os comentários do presidente da distrital de Chicago do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Charles Evans, de que a economia dos EUA está forte e pede por aumentos graduais nas taxas de juros, ao mesmo tempo em que investidores digeriam indicadores da economia americana.

Fonte: Estadão Conteúdo

No Comments

Post A Comment