Preços do petróleo sobem por cortes de oferta, apesar de novos temores com demanda

Preços do petróleo sobem por cortes de oferta, apesar de novos temores com demanda

Os preços do petróleo avançaram nesta terça-feira (09), com o otimismo gerado pelo compromisso de grandes produtores com cortes de oferta compensando os temores relacionados a um novo aumento nos casos de coronavírus.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,38 dólar, ou 0,9%, a 41,18 dólares por barril, enquanto o petróleo dos Estados Unidos (WTI) avançou 0,75 dólar, ou 0,2%, para 38,94 dólares o barril.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), a Rússia e outros produtores, que formam o grupo conhecido como Opep+, chegaram a um acordo no sábado para prorrogar cortes recordes de 9,7 milhões de barris por dia (bpd) até o final de julho.

No entanto, Arábia Saudita, Kuweit e Emirados Árabes Unidos afirmaram que não vão manter reduções adicionais de oferta que chegam a mais de 1 milhão de bpd.

Em movimento que deu suporte ao mercado, a Líbia declarou força maior para algumas exportações do campo de Sharara nesta terça-feira (09), após a produção ser interrompida brevemente por um grupo armado –poucos dias depois de ser retomada, na esteira de um bloqueio que durou meses.

“Isso ajudou a mitigar novas quedas. Eles estavam no processo de retomada, algo que com certeza contribuiria para essa situação de excesso de oferta”, disse Andrew Lipow, presidente da Lipow Oil Associates em Houston.

Fonte: G1

No Comments

Post A Comment