Scania: caminhão com painéis solares gera economia de diesel até 10%

Scania: caminhão com painéis solares gera economia de diesel até 10%

A Scania está apostando na energia solar para reduzir o consumo de combustível em seus caminhões. A empresa está testando um conceito de painéis solares fixados em um semi-reboque baú (sider).

Engatado na quinta-roda de um modelo híbrido plug-in da Scania, o caminhão pode render uma economia de combustível entre 5% e 10%, de acordo com a montadora sueca.

Essa estimativa ainda considera uma geração anual de 14.000 kWh, que poderiam em parte ser inseridos na rede pública para distribuição. No entanto, a projeção da Scania se baseia em estudos na Suécia.

Como o país da Europa Setentrional não tem uma incidência solar como a de países mais abaixo no mapa-mundi, especialmente aqueles de climas tropicais, como o Brasil, o projeto da Scania pode render muito mais em economia e geração de energia.

Alimentando as baterias de lítio do caminhão ou mesmo um pacote sob o chassi do semi-reboque, a carreta híbrida poderia acumular essa energia e distribuí-la na rede quando o veículo estivesse, por exemplo, parado para o descanso do motorista, fila de aduana fronteiriça ou esperando para carga/descarga nos terminais portuários.

Isso traria uma renda extra ao transportador ou autônomo, permitindo amortizar o impacto da aquisição de um sider com painéis solares. O equipamento foi construído pela empresa Ernst Express e ocupa uma área de 140 m2 sob a carroceria do baú.

Com este conceito, a Scania explora mais uma alternativa para reduzir o consumo de óleo diesel nos caminhões. Em processo de eletrificação, os caminhões estão experimentando vários meios para emitir menos CO2.

Estradas eletrificadas, caminhões híbridos e elétricos, hidrogênio e gás natural estão na pauta do dia de vários fabricantes, inclusive com a versão GNV já sendo vendida no mercado brasileiro.

Para o setor de transportes, no entanto, o processo de mudança será bem mais demorado que nos automóveis, devido aos custos.

Fonte: Notícias Automotivas

No Comments

Post A Comment