Solidariedade S/A: doações de alimentos, vale-combustível, álcool 70%, máscaras e respiradores

Solidariedade S/A: doações de alimentos, vale-combustível, álcool 70%, máscaras e respiradores

A BR Distribuidora investiu mais de R$ 45 milhões para minimizar os efeitos da pandemia de coronavírus. A Suzano destinou R$ 50 milhões para compra de equipamentos de saúde e a construção de um hospital de campanha na Bahia.

Na pandemia do coronavírus, muitas empresas e empresários estão empenhados em ajudar o Brasil a enfrentar a crise.

A BR Distribuidora investiu mais de R$ 45 milhões para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus.

Para os postos de combustíveis, cancelou taxas e aumentou os prazos de pagamento dos contratos. Para os caminhoneiros, distribuiu marmitas e álcool em gel, e realizou consultas médicas online.

Outras ações da empresa foram:

– Doação de alimentos para famílias carentes.

– Distribuição de vale-combustível para ONGs que atendem a população sem-teto.

– Fornecimento gratuito de 30 mil litros de etanol para universidades que vão produzir álcool 70% para higienizar hospitais.

“A BR Distribuidora, por estar no meio da sua cadeia, ela sustenta tanto seus funcionários como também seus fornecedores, seus clientes, seus revendedores. E o pilar solidariedade, nesse momento da crise, é fundamental para a nossa função e presença na sociedade”, diz Rafael Grisolia, presidente da BR Distribuidora.

A Suzano investiu R$ 50 milhões em doações focadas na área da saúde. A empresa importou, da China, 159 respiradores, e vai trazer um total de um milhão de máscaras hospitalares. Os equipamentos vão ser doados para o governo federal e para sete estados.

E em parceria com a Veracel Celulose, a Suzano vai destinar R$ 1,3 milhão para um hospital de campanha, que vai ser construído no estacionamento do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia. A unidade ficará pronta e um mês.

“A empresa resolveu focar na saúde, nos profissionais de saúde, nos pacientes. Por isso nós alocamos nossos recursos para as máscaras, para serem colocadas para os hospitais, como um todo, e respiradores, que é o gargalo fundamental na preservação da vida”, declara Walter Schalka, presidente da Suzano.

Fonte: G1

No Comments

Post A Comment