Vendas de carros crescem 38,5% em abril

Vendas de carros crescem 38,5% em abril

Juros mais baixos para financiamento e queda na inadimplência, somados à recuperação econômica, continuam favorecendo o mercado de veículos novos. Em abril, as vendas somaram 217,3 mil unidades, 38,5% a mais em relação a igual mês de 2017, quando o mercado ainda sentia os efeitos da crise econômica. Na comparação com março, a alta foi de 4,8%.

Foi o melhor abril em vendas desde 2015. No acumulado dos quatro meses, foram vendidos 762,9 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, alta de 21,3% ante o mesmo intervalo do ano passado. Também foi o quadrimestre mais forte dos últimos três anos.

A participação das vendas diretas (feitas pelas próprias montadoras para frotistas, locadoras e pessoas com deficiência, a preços especiais) segue em alta e representa 38,3% dos negócios no ano.

Crédito. Segundo o presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Alarico Assumpção Júnior, “a queda na inadimplência, aliada à queda da taxa de juros, vem favorecendo o setor como um todo”.

Ele informou, por meio de nota, que a inadimplência da carteira de crédito para pessoas físicas está em 2,5% e, para pessoas jurídicas, em 3,6%. “Esses resultados são os menores desde abril de 2011”, disse, favorecendo a oferta de crédito por parte das instituições financeiras.

Entre os segmentos, as vendas de automóveis e comerciais leves em abril cresceram 37,8% em relação a um ano atrás, para 210 mil unidades. No acumulado, o aumento foi de 20,4%, com 737,3 mil unidades.

Em porcentual, a maior alta foi para o segmento de caminhões, que cresceu 78,4% na comparação interanual (5.968 unidades) e 58,6% em relação ao primeiro quadrimestre do ano passado (20,8 mil). As vendas de ônibus subiram 7,4% e 30,4% respectivamente, para 1.141 unidades e 4.676.

O mercado de motocicletas também tem reagido e acumula alta de 9,3% no ano, somando 301,5 mil unidades.

A General Motors segue na liderança de vendas de automóveis e comerciais leves, com 17% de participação no acumulado do ano. Na sequência estão Volkswagen, com 14,6%, e Fiat, com 12,5%. O quarto lugar é da Ford (9,4%), seguida por Hyundai (8,8%), Toyota (8,2%), Renault (8,1%), Honda (6%), Nissan (4,3%) e Jeep (4,2%).

Os cinco carros mais vendidos no ano são Chevrolet Onix (58,4 mil), Hyundai HB20 (33,6 mil), Ford Ka (32,8 mil), Volkswagen Polo (23,5 mil) e Chevrolet Prisma (23 mil).

Fonte: O Estado de S. Paulo

No Comments

Post A Comment