Os preços do petróleo caíram cerca de 5% em uma sessão de negociações voláteis nesta terça-feira (19) devido a preocupações com a demanda, depois que o Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou suas previsões de crescimento econômico e alertou para uma inflação mais alta.

O petróleo Brent caiu US$ 5,91, ou 5,22%, para fechar a US$ 107,25 o barril, enquanto o petróleo dos Estados Unidos recuou US$ 5,65 , ou 5,22%, para fechar a US$ 102,56 o barril.

Os preços caíram apesar da menor produção da Opep+, que produziu 1,45 milhão de barris por dia (bpd) abaixo de suas metas em março, à medida que a produção russa começou a diminuir após as sanções impostas pelo Ocidente por sua invasão da Ucrânia, de acordo com um relatório da aliança de produtores visto pela Reuters.

O FMI reduziu sua previsão de crescimento econômico global em quase um ponto percentual, citando o conflito da Rússia, e disse que a inflação agora é um “perigo claro e presente” para muitos países.

A perspectiva aumentou a pressão das negociações do dólar em uma máxima de dois anos.

Um dólar mais firme torna as commodities cotadas na moeda mais caras para os detentores de outras divisas, o que pode diminuir a demanda.

Fonte: G1