Depois do mega-aumento da Petrobras nos combustíveis, o Sem Parar registra nova distribuição nas preferências do consumidor que usa o tag para pagar o abastecimento dos veículos.

Segundo a empresa, antes do aumento, 70% das pessoas que têm o Sem Parar como meio de pagamento no posto preferiam a gasolina, e 30% escolhiam o etanol. Nos últimos 15 dias do mês, essa divisão ficou em 55% para a gasolina e 45% para o álcool.

As mudanças no comportamento do consumidor registradas pelo Sem Parar em reação à disparada dos combustíveis começaram logo no dia do anúncio do aumento, segundo o Sem Parar.

A empresa diz que, naquele dia, pouco antes da virada dos preços na bomba, teve um recorde de abastecimento pelo Sem Parar, com mais de 30 mil transações.

Fonte: Folha de S.Paulo